sexta-feira, 26 de julho de 2013

Tutorial: Como colocar o Botão Curtir nas postagens do Blog


Olá, leitores queridos!


Bom, gente, tive muita dificuldade pra encontrar um TUTORIAL completo, claro e que funcionasse no novo Blogger explicando como colocar o botão Curtir do Facebook nas postagens aqui do blog. Por esse motivo, decidi criar meu próprio tutorial e ajudar quem também precisar! Vamos lá!


· No seu Blogger (não é no blog) clique em:

> Modelo

É aconselhável que antes você faça um backup do seu template clicando em 
Reverter/Fazer Backup (no topo da página, do lado direito).

· Depois de fazer o backup do template, clique em > Editar HTML.

· Agora, clique em qualquer lugar do código e, usando a caixa de busca (Ctrl+F), procure por:
<div class='post-header-line-1'>



Se você não encontrar, procure pelo mesmo código, só que com a barra no final:
<div class='post-header-line-1'/>

ATENÇÃO! Em alguns casos aparece esse código duas vezes, o certo é o segundo!


OBS: Para adicionar o botão no FIM DA POSTAGEM você deve procurar por:
<P class='post-footer-line post-footer-line-1'>
(Se não encontrar, tente com a barra no final, antes do >)

· Na frente desse código, copie e cole um dos códigos abaixo, dependendo do tipo de botão curtir que você escolher!

São eles:

Botão Curtir do Facebook com contador - Vertical

<b:if cond='data:blog.pageType != &quot;static_page&quot;'> <iframe allowTransparency='true' expr:src='&quot;http://www.facebook.com/plugins/like.php?href=&quot; + data:post.canonicalUrl + &quot;&amp;send=false&amp;layout=box_count&amp;show_faces=false&amp;width=55&amp;action=like&amp;font=arial&amp;colorscheme=light&amp;height=62&quot;' frameborder='0' scrolling='no' style='border:none; overflow:hidden; width:55px; height:62px;'/> </b:if>


Botão Curtir do Facebook com contador - Horizontal

<b:if cond='data:blog.pageType != &quot;static_page&quot;'> <iframe allowTransparency='true' expr:src='&quot;http://www.facebook.com/plugins/like.php?href=&quot; + data:post.canonicalUrl + &quot;&amp;send=false&amp;layout=button_count&amp;show_faces=false&amp;width=90&amp;action=like&amp;font=arial&amp;colorscheme=light&amp;height=21&quot;' frameborder='0' scrolling='no' style='border:none; overflow:hidden; width:90px; height:21px;'/> </b:if>


Botão Curtir do Facebook sem contador

<b:if cond='data:blog.pageType != &quot;static_page&quot;'> <iframe allowTransparency='true' expr:src='&quot;http://www.facebook.com/plugins/like.php?href=&quot; + data:post.canonicalUrl + &quot;&amp;send=false&amp;layout=standard&amp;show_faces=false&amp;width=450&amp;action=like&amp;font=arial&amp;colorscheme=light&amp;height=35&quot;' frameborder='0' scrolling='no' style='border:none; overflow:hidden; width:450px; height:35px;'/> </b:if>

· Prontinho! Seus seguidores já podem curtir todas as postagens maravilhosas que vocês preparam pra eles!!


FONTES:
http://www.redeseblogger.com/2012/08/como-adicionar-o-botao-curtir-dentro-das-postagens-do-blogger.html#.UfHW_Y3VA6k

http://www.meublogdicas.com.br/2013/05/como-adicionar-o-botao-curtir-do-face.html

quinta-feira, 25 de julho de 2013

À Minha Irmã




O tempo passou e eu não vi. Pra mim você ainda é aquela menina teimosa, chorona... Que dizia que, quando crescesse, seria igual a mim. E quem ia negar, se você já tinha tanto de mim em você?
Aquela pequena que me rabiscava as agendas com tantos votos de admiração, que me arrancava do fundo peito um sentimento precoce de mãe...
Pra mim, eu ainda vou pentear seus cabelos e levá-la à escola com aquela trança que você odiava! Ainda vou brigar com você e, depois, chorar escondido... E pedir perdão, com medo que você deixe de me amar e admirar...
Pra mim eu ainda vou sentir aquela mão pequena e macia que segurava a minha e pesava... Você andava sempre a se pendurar!
Eu ainda vou acordar um dia, qualquer dia, com aquele rostinho pequeno a me encarar... Num sonho, numa filha que Deus irá me dar! Pois, não menos que isso você é e sempre será: uma filha que eu só não tive a chance de gerar! E compensei tudo nesse meu jeito falho, mas, sincero de amar. É como eu quero te guardar.



(Para minha irmã caçula, Mônica Ashley)

Por Michelly Bélier
(11.03.2013)

segunda-feira, 22 de julho de 2013

Flores Para Ti



É teu enterro, e eu venho despedir-me
De tudo que pra mim, um dia, foste...
E vou fingir umas lágrimas que eu goste.
De luto, por ti hoje vou vestir-me.

É teu enterro, e quem morreu fui eu.
Morri pra toda dor que me causavas...
Contigo, peço, leva o que amavas:
As lágrimas que o teu amor me deu.

É teu enterro, e a dor, só tu carregas...
Pois, hoje, quem partindo está sou eu.
Pra trás eu deixo as mágoas, tudo é teu.
É teu todo o sofrer que me delegas.

É teu enterro, e eu venho trazer flores...
Flores pra enfeitar teu negro ser.
Aceita, elas não vão te empobrecer!
Quem sabe até apague algumas dores!...



‪#‎MichellyBélier‬

(20.10.2012)

sábado, 20 de julho de 2013

Falta



Me ensina a falar de amor,
Sem lembrar uma só dor...
Acho que tu o sabes.

E me ensina como sorrir
Ao lembrar quem partiu.
E que eu, burra, fingi que não vi.
E deixei, permiti...
Me ensina, que eu me arrependi.

Me ensina a falar de amor,
Sem juntar tua ida à minha dor...


Me ensina a viver e sorrir,
Sem lembrar que não mais está aqui
O motivo que eu tinha de ser.

Me ensina, tu deves saber...
Pois, eu noto que faltas a mim,
Mas, que falta eu não sei mais fazer...


Por: Michelly Bélier

(02.12.2012)

Princesa e Menina




Não há nada pior que vestir
A imagem que o mundo cria pra gente...
Estar sempre sorrindo,
Quando o que se quer é chorar, é tão chato!

Eu quero poder ser eu mesma,
Vestir minhas dores, meus medos.
Eu quero agir sempre igual, ser previsível,
Ter momentos de fraqueza.
Eu quero ser humana,
Não importa como eu seja!

Estar apertada nesse corpo de certinha,
Poderosa, estou por cima... Pra quê?
Chorar não trará minhas perdas de volta...
Mas, mentir também não!
Andar por aí, exibindo elevada autoestima,
Rasgando sorrisos... Por quê?

Se meus tantos sorrisos
Não conseguem alegrar meu coração,
Não há porque soltá-los pra alegrar
Os que esperam ansiosos por meu mal.

Eu quero o direito de respeitar meus limites,
Ser franca com meu coração...
Quero erguer alto a cabeça,

Assumir que eu sinto, que eu quero, que dói!

Quero ser água, não pedra;
Quero ser lua e não sol.
Quero ser brisa: suave, levinha...
Quero ser rosa, não espada!
Quero ser princesa, não super-heroína...
Quero ser sensível, menina.



Por: Michelly Bélier
(07.09.2011)

Carta ao Meu Ex-amor



       Querido Ex-Amor...
     Como é estranho e íntimo chamar-te assim! E como é anormal que eu te escreva... Quanto mais isso, que estou a escrever-te!
      É que eu venho informar-te que teu lar eu pus à venda... E, esse lar, que desprezaste, encontrou um comprador.
       Querido, meu querido Ex-Amor...
       É que andei por muitos dias a sofrer à tua espera. E não vieste... E o tempo esgotou. Dias e noites eu fiquei a aguardar-te. Esperei-te ante o céu, ante a lua... Testemunhas de minhas lágrimas e falsas esperanças...
      Mas, um dia, amado Ex, veio a mim um novo amor. E roubou-me o coração, enxugou-me as duras lágrimas... Um amor que eu não busquei, que me fez, enfim, sarada.
      Um amor que não enxerga os defeitos que há em mim... Tão sincero, tão perfeito! Um amor que não tem fim...


Por: Michelly Bélier
(06.09.2011)

sexta-feira, 19 de julho de 2013

Sol da Amizade



Uma única gota d’água
No deserto do meu ser...
Trouxe um riso em meio à mágoa,
Transformou o meu viver.

Foi assim que em mim surgiu
A esperança de vencer:
Tao depressa! Ninguém viu!
Mas, senti que era você...


Lá do fundo do meu poço,
Nem sequer um raio havia!
E, apesar do meu esforço,
Esse sol não me aquecia.


Mas, você foi o intermédio
Entre eu e a luz do dia...
Foste eficaz remédio
Pra curar minha agonia.

Pois, embora já sabendo
Que eu vivia a realidade,
Não deixou-me lá, sofrendo,
E mostrou-me a amizade.


Fez questão de me dizer
Que há dois lados, na verdade:
Que eu podia um fel beber,
Mas, que é doce a realidade!


Só então pude entender
O sinônimo da alegria,
E passei a depender
De tua doce companhia.

Mas, o tempo foi passando
E o principio esquecemos.
Vi-nos para o céu jogando
As promessas que fizemos...


Quis voltar ao mesmo poço,
Dei lugar a solidão...
Quis tornar vão nosso esforço,
Esqueci o que é perdão.


Novamente estava eu
Sem o Sol da Amizade...
E o véu que me envolveu
Tinha o frio da saudade.

No meu pranto confessei
Que sentia a tua falta.
E, ao lembrar do que passei,
Tua amizade quis de volta!


Descobri, então, que amigo
É sinônimo de perdão
E lembrei que foi contigo
Que aprendi a dar a mão...



Por Michelly Bélier
(Em tal de tal de 2003) ^^'



' Esse foi pra minha querida, amada, amiga e irmã Paty, do blog Sussurros Gocalita!

A Dor De Uma Ilusão




      Como dói a gente descobrir que o nosso coração se enganou.
     E como é difícil pra gente saber que nada é como nós esperávamos e que todos aqueles sonhos estão caindo em um buraco qualquer, como se fossem sonhos perdidos, sem dono...
    Como dói a gente parar e lembrar de tudo que se passou, de tudo que aconteceu e não poder sorrir e dizer que tudo valeu a pena.
Como dói a gente perceber que todo nosso sacrifício foi em vão, que todos aqueles planos serão lançados no lixo e que tudo não passou de uma ilusão.


Por Michelly Bélier
(18.01.2001)

Ocorreu um erro neste gadget

Template by:

Free Blog Templates